Curiosidade: Por que um jornal velho em Cuba custa o mesmo que um novo ?

Curiosidade: Por que um jornal velho em Cuba custa o mesmo que um novo ?

Por que um jornal velho em Cuba custa o mesmo que um novo?
O jornal estatal Granma, de Cuba, é vendido nas ruas sempre com o mesmo preço. Não importa se vem com a data de hoje, de ontem ou da semana passada. Os aposentados que compram o periódico nos quiosques e os revendem em vários cantos do país cobram sempre o mesmo valor.

A razão para isso é que o Granma nunca perde a sua utilidade.

Nas lojas dos militares, que vendem produtos com o peso cubano conversível (cuc), baseado no dólar, um pacote com quatro rolos de papel higiênico custa quase 20% do salário médio de um trabalhador cubano. Assim, a maior parte da população não tem acesso a esse bem e precisa recorrer à imprensa estatal da ilha quando entra no banheiro.

A situação tem sido assim desde que a União Soviética retirou o apoio financeiro à ditadura de Fidel Castro, nos anos 1990.

Há outros jornais, que também trazem a mesma cantilena do Partido Comunista, mas o Granma é de longe o preferido. Chega a ter dezesseis páginas às sextas-feiras e suas tintas são firmes, não saem em contato com a pele. Cada folha costuma ser dividida em quatro pedaços. Em algumas casas, eles ficam em uma pequena pilha perto da privada, ao alcance da mão.

Redação

Redação

Ver posts deste autor

http://www.semmeiaspalavras.com.br

Selfies labore, leggings cupidatat sunt taxidermy umami fanny pack typewriter hoodie art party voluptate. Listicle meditation paleo, drinking vinegar sint direct trade.

Comente com o facebook